A série Black-ish se demonstrou ao longo dos anos bastante uma plataforma bastante à vontade para debater diversos temas, mas, por diferenças criativas, um episódio político da série foi engavetado por tempo indefinido pelo canal ABC.

A atitude foi consequência de uma diferença criativa do canal com o criador e showrunner da série, Kenya Barris.

Intitulado “Please, Baby, Please” (em tradução literal “Por favor, Bebê, Por favor), o episódio seria exibido originalmente no dia 27 de Fevereiro.

A ABC, porém, revelou em um anúncio de calendário no dia 22 de Fevereiro que o episódio seria substituído por uma reexibição de outro episódio da sitcom.

Todavia, até então não foram providenciadas quaisquer detalhes adicionais sobre as razões da mudança e a não exibição do episódio.

Agora a ABC deu a seguinte declaração:

Uma das coisas que sempre fez de Black-ish tão especial é como a série habilmente examina delicados problemas sociais de uma maneira que simultaneamente entretém e educa. Entretanto, neste episódio houveram diferenças criativas que nós não fomos capazes de resolver.

Já o criador da série, Kenya Barris, disse:

Dadas as nossas diferenças criativas, nem ABC nem eu estávamos felizes com a direção do episódio e concordamos mutuamente em não exibi-lo. Black-ish é uma série que falou com todos os diferentes tipos de pessoas e as aproximou como uma comunidade e tenho orgulho dela.

Filmado em Novembro e dirigido pelo próprio Kenya Barris, o episódio “Please, Baby, Please” apresentava o patriarca interpretado por Anthony Anderson, Dre, cuidando de seu filho recém-nascido em uma noite de intensa tempestade que mantém toda a casa acordada.

Dre tenta ler uma história de ninar para o bebê, mas abandona o plano quando ele continua a chorar. Ao invés disso, ele improvisa uma história que, ao longo do episódio, transmite muitas das preocupações do personagem sobre o estado atual do país.

O episódio cobre múltiplos problemas políticos e sociais. Em uma das cenas, Dre e seu filho mais velho, Junior (Marcus Scribner), discutem quanto aos direitos dos atletas de se ajoelharam durante a execução do hino nacional em jogos de futebol americano.

Atualmente em sua quarta temporada, Black-ish é sempre muito elogiado por debater esse tipo de temática.

É uma das poucas séries de Televisão aberta norte-americana a ser lembrada em premiações. Já foram 8 indicações ao Emmy, incluindo 2 como Melhor Série de Comédia.

Em 2017 a atriz Tracee Ellie Ross venceu o Globo de Ouro de Melhor Atriz em Comédia pela série.

Black-ish também é sucesso de público nos Estados Unidos, atraindo aproximadamente 4 milhões de espectadores por episódio.

As informações são da Variety.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.