Título Original: Blended
Direção: Frank Coraci
Roteiro: Ivan Menchell, Clare Sera
Elenco: Adam Sandler, Drew Barrymore, Wendi McLendon-Covey, Terry Crews
Produção: Jack Giarraputo, Mike Karz, Adam Sandler
Estreia Mundial: 23 de Maio de 2014
Estreia no Brasil: 17 de Julho de 2014
Gênero: Comédia
Duração: 117 minutos
Classificação Indicativa: 12 anos

juntos-misturados

Há exatos 10 anos, chegava ao cinemas “Como Se Fosse a Primeira Vez”, filme no qual Adam Sandler e Drew Barrymore formavam um par divertido e delicioso de se ver, uma vez que a produção tinha todo um aspecto que te fazia torcer pelo casal, principalmente pelo fato de ele ter de conquistá-la todos os dias. Enfim, uma década se passou e, agora, temos os dois como protagonistas novamente. O tempo, entretanto, não fez nada bem e o resultado que temos é mais um “Adam Sandler” e suas idiotices sem graça.

Após um encontro às cegas desastroso, Jim (Sandler) e Lauren (Barrymore) acabam, por acidente, viajando com as suas famílias para o mesmo resort na África do Sul e, por conseguinte, têm de conviver juntos. Um vínculo de amizade surge entre as suas famílias, influenciando fortemente no relacionamento dos dois. Diferente de “Como Se Fosse a Primeira Vez“, nesse filme, não temos nada de muito original, além disso você sabe exatamente o que vai acontecer e da forma como vai ocorrer.

2

Se não bastasse isso, as piadas as quais a produção se propõe são de um gosto muito duvidoso (para não dizer que são de um extremo mau gosto). É vergonhoso o nível das brincadeiras. Com três minutos de filme já temos uma situação mais que exagerada na qual a personagem de Barrymore, após comer algo apimentado, cospe a comida da maneira mais caricata possível. Não satisfeito com isso, ficam confundindo a filha de Jim com um homem só porque ela tem um cabelo curto – como se isso fosse motivo para piada. Finalizando com chave de ouro o machismo (sempre presente nos filmes de Sandler) há um diálogo no qual um personagem afirma que não tem problemas em relação a namoro adolescente, pois tem um filho homem. Enfim, isso é só uma palhinha das idiotices que enfrentamos.

Como nada está tão ruim que não possa ficar pior, ainda somos brindados com a participação especial de Terry Crews (de As Branquelas) em um dos papeis mais embaraçosos de sua vida (e olha que disso ele entende bem). Seu personagem nada mais faz do que aparecer na hora mais inoportuna possível para cantar (?!) sobre o que está acontecendo – acho que isso era pra ser engraçado, mas a vergonha alheia fala mais alto, sem dúvida.

2966698950

Juntos e Misturados falha miseravelmente no quesito graça: suas “piadas” investem na ridicularização de minorias, expressando um profundo machismo e mau gosto – nada diferente do que sempre vemos nos filmes de Sandler. Se aqui no Brasil somos “agraciados” com as comédias da Globo filmes, os norte-americanos sentem um gosto parecido quando filmes como esse chegam aos cinemas, o problema é que nós temos a “sorte” de assistir tanto a um, quanto ao outro.

TRAILER LEGENDADO

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.