“Novos olhares para antigas feridas”

O 9º Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba acontece em um formato diferente este ano, de 7 a 15 de outubro. Ser online é uma novidade, mas a inspiração e o cuidado da seleção de filmes continuam os mesmos, e agora todo o país tem a oportunidade de conhecê-la.

A Mostra Novos Olhares – dedicada a longas-metragens com propostas estéticas mais arriscadas e radicais – nesta edição dá uma atenção especial ao resgate de um passado que deixou feridas e ausências; destaca a força do cinema em sua relação com o indivíduo e o enxerga como possibilidade de acesso, memória e cura. São seis títulos inéditos no país.

Confira a lista completa de selecionados para a mostra:

Novos Olhares:

“Agora” (Brasil, 2020, 70 min.), de Dea Ferraz

“O Ano do Descobrimento” (“El año del descubrimiento”, Espanha/Suíça, 2020, 200 min.), de Luis López Carrasco

“Los Conductos” (Colômbia/França/Brasil, 2020, 70 min.), de Camilo Restrepo

“Pajeú” (Brasil, 2020, 74 min.), de Pedro Diógenes Carrasco

“Letra Maiúscula” (“Uppercase Print”, Romênia, 2020, 128 min.), de Radu Jude

“O que resta / Revisitado” (“Was bleibt I Šta ostaje I What remains / Re-visited”, Alemanha/Áustria/Bósnia e Herzegovina, 2020, 70 min.), de Clarissa Thieme

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.