Neste domingo foram divulgados os vencedores do BIFA 2017, premiação dedicada ao cinema independente britânico que este ano chegou a sua 20ª edição.

O British Independent Film Awards (BIFA) destaca e premia os melhores, mais inovadores e criativos independentes filmes e cineastas no Reino Unido.

Todo ano, os votantes, que são formados por Grupos de Exibições e o Comitê de Nominações, assistem aos mais de 300 filmes submetidos e, após um processo de seleção com rigorosa discussão a lista de indicações é divulgada.

Todos os filmes indicados são assistidos por um júri independente, novamente apontado todo ano e não envolvendo nomes do processo anterior.

Este júri, formado por profissionais líderes e talentos da indústria cinematográfica britânica, se encontram para discutir os indicados e os vencedores são decididos por voto secreto.

O grande vencedor do BIFA 2017 foi “God’s Own Country“, que além de Melhor Filme venceu mais outras 3 categorias. “The Death of Stalin” também venceu em 4 categorias. Quem teve o maior número de vitórias foi “Lady Macbeth“, com 5 categorias. Já “Eu Não Sou Uma Feiticeira” e “Três Anúncios Para Um Crime” venceram, respectivamente, 3 e 2 categorias.

Os Vencedores do BIFA 2017:

  • Melhor Filme Britânico Independente:

“God’s Own Country”

  • Melhor Roteiro:

“Lady Macbeth”, Alice Birch

  • Melhor Direção:

Rungano Nyoni, “Eu Não Sou Uma Feiticeira”

  • Melhor Curta-Metragem Britânico:

“Fish Story”

  • Melhor Ator:

Josh O’Connor, “God’s Own Country”

  • Melhor Atriz:

Florence Pugh, “Lady Macbeth”

  • Melhor Ator Coadjuvante:

Simon Russell Beale, “The Death of Stalin”

  • Melhor Atriz Coadjuvante

Patricia Clarkson, “A Festa”

  • Novato(a) Mais Promissor(a):

Naomi Ackie, “Lady Macbeth”

  • Prêmio Descoberta:

“In Another Life”

  • Prêmio Douglas Hickox de Estreia na Direção:

Rungano Nyoni, “Eu Não Sou Uma Feiticeira”

  • Melhor Roteirista Estreante:

Francis Lee, “God’s Own Country”

  • Melhor Documentário:

“Almost Heaven”

  • Melhor Produtor Estreante:

Emily Morgan, “Eu Não Sou Uma Feiticeira”

  • Melhor Filme Internacional Independente:

Corra!

  • Melhor Casting

Sarah Crowe, “The Death of Stalin”

  • Melhor Fotografia:

Ari Wegner, “Lady Macbeth”

  • Melhor Figurino:

Holly Waddington, “Lady Macbeth”

  • Melhor Edição:

Jon Gregory, “Três Anúncios Para Um Crime

  • Melhor Design de Maquiagem e Cabelo:

Nicole Stafford, “The Death of Stalin”

  • Melhor Música:

Carter Burwell, “Três Anúncios Para Um Crime

  • Melhor Design de Produção:

Cristina Casali, “The Death of Stalin”

  • Melhor Som:

Anna Bertmark, “God’s Own Country”

  • Melhores Efeitos:

Nick Allder & Ben White, “The Ritual”

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.