A cerimônia do Emmy ocorreu neste último domingo, anunciando finalmente os vitoriosos. Andy Samberg foi o apresentador da premiação, teve alguns momentos divertidos, porém pecou em piadas sem graças e com referências destonadas, além de recheada de spoiler’s sobre os desfechos das séries, um gafe e tanto! Os melhores momentos foram dos convidados que subiram ao palco e alguns dos discursos dos vitoriosos. Diferente do Oscar, a cerimônia foi enxuta, mas careceu de uma emoção mais genuína ou inventiva, o momento In Memoriam, que deveria ser o ápice emotivo, foi morno, para lá de protocolar.

É notório a carência deixada pelo término de Breaking Bad, seria natural a Academia se rendesse para a última temporada de Mad Men, mas eles preferiram enfim se curvar ao fenômeno rentável de Game Of Thrones. Jon Hamm, ao menos, finalmente ganhou, teve também a sorte de não ter uma concorrência alta. Já em comédia, finalmente Modern Family mostrou sinais de esgotamento, perdeu melhor comédia para Veep, que duelou com a moderna Transparent (com mais carga dramática que Orange Is New Black que estava na categoria de drama). Amy Poehler entrou nos anais históricos de perdedora, ao lado de Steve Carrel (The Office) e Hugh Laurie (House). A HBO não tem o que reclamar, além de se consagrar suas séries nas duas categorias, levou praticamente todos os prêmios na categoria de minissérie/telefilme, puro sucesso. Falando nisso, sucesso maior foram paras as atrizes negras, três delas levaram, com destaque para Viola Davis, a primeira atriz dramática negra a ganhar, fez um discurso forte contra o racismo e a hipocrisia da indústria, valeu.

Os vencedores:

Melhor série de drama: Game Of Thrones

Melhor Ator dramático: Jon Hamm (Mad Men)

Melhor atriz dramática: Viola Davis (How to get  away with Murder)

Melhor atriz coadjuvante em série dramática: Uzo Aduba (Orange Is New Black)

Melhor ator coadjuvante em série dramática: Peter Dinklage (Game Of Thrones)

Melhor direção em série dramática: David Nutter (Game Of Thrones)

Melhor roteiro em série dramática: David Benioff e D.B. Weiss (Game Of Thrones)

Melhor série cômica: Veep

Melhor ator cômico: Jeffrey Tambor (Transparent)

Melhor atriz cômica: Julie Louis-Dreyfus (Veep)

Melhor ator coadjuvante em série cômica: Tony Hale (Veep)

Melhor atriz coadjuvante em série cômica: Alisson Janney (Mom)

Melhor direção em série cômica: Jill Soloway (Transparent)

Melhor roteiro em série cômica: Simon Blackwell, Armando Iannucci & Tony Roche (Veep)

Melhor minissérie: Olive Kitteridge

Melhor atriz em minissérie ou telefilme: Frances Mcdormmand (Olive Kitteridge)

Melhor ator em minissérie ou telefilme: Richard Jerkins (Olive Kitteridge)

Melhor atriz coadjuvante em minissérie ou telefilme: Regina King (American Crime)

Melhor ator coadjuvante em minissérie ou telefilme: Bill Murray (Olive Kitteridge)

Melhor direção em minissérie ou telefilme: Lisa Cholodenko (Olive Kitteridge)

Melhor roteiro em minissérie ou telefilme: Jane Anderson (Olive Kitteridge)

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.