Os vencedores do Creative Arts Emmy Awards 2021 foram anunciados em cerimônia de premiação realizada nas noites de Sábado e Domingo.

A principal vencedora do Creative Arts Emmy Awards 2021 foi “The Queen’s Gambit“, premiada em 9 categorias. Depois vieram “The Mandalorian” e “Saturday Night Live“, ambas com 7 categorias cada uma. “Love, Death + Robots” ficou com 6 categorias, enquanto “The Crown” e “RuPaul’s Drag Race” ganharam 4 cada.

Com isso, a Netflix lidera com 34 categorias vencidas. Com menos da metade, em segundo vem a Disney+, com 13 categorias. A HBO/HBO Max tem 10 categorias. Depois vem NBC com 7, Apple TV+ com 6 e VH1 com 5.

A 73ª edição do Primetime Emmy Awards terá sua cerimônia de premiação no próximo Domingo, dia 19 de Setembro. Confira todos os indicados aqui.

Vencedores do Creative Arts Emmy Awards 2021:

DRAMA:

  • Melhor Atriz Convidada em Série – Drama:

Claire Foy, “48:1” – “The Crown” (Netflix)

  • Melhor Ator Convidado em Série – Drama:

Courtney B. Vance, “Whitey’s On The Moon” – “Lovecraft Country” (HBO)

COMÉDIA:

  • Melhor Atriz Convidada em Série – Comédia:

Maya Rudolph, “Saturday Night Live” (NBC)

  • Melhor Ator Convidado em Série – Comédia:

Dave Chappelle, “Saturday Night Live” (NBC)

ANTOLOGIA, FILME PARA TELEVISÃO OU SÉRIE LIMITADA:

  • Melhor Filme para Televisão:

“Dolly Parton’s Christmas on the Square” (Netflix)

VARIEDADE:

  • Melhor Direção para Série de Variedade:

Don Roy King, “Host: Dave Chappelle” – “Saturday Night Live” (NBC)

  • Melhor Roteiro para Especial de Variedade:

Bo Burnham, “Bo Burnham: Inside” (Netflix)

  • Melhor Direção para Especial de Variedade:

Bo Burnham, “Bo Burnham: Inside” (Netflix)

ANIMAÇÃO:

  • Melhor Animação:

“Genndy Tartakovsky’s Primal” – “Plague Of Madness” (Adult Swim)

  • Melhor Animação – Formato Curto:

“Love, Death + Robots” – “Ice” (Netflix)

  • Conquista Individual em Animação (empate):

David Krentz (Storyboard Artist), “Plague Of Madness” – “Genndy Tartakovsky’s Primal” (Adult Swim)

Robert Valley (Designer de Produção), “Ice” – “Love, Death + Robots” (Netflix)

Patricio Betteo (Background Artist), “Ice” – “Love, Death + Robots” (Netflix)

Daniel Gill (Animador de Stop Motion), “All Through The House” – “Love, Death + Robots” (Netflix)

Laurent Nicolas (Designer de Personagem), “Automated Customer Service” – “Love, Death + Robots” (Netflix)

Nik Ranieri (Lead Character Layout Artist), “Wad Goals” – “Os Simpsons” (FOX)

DESIGN DE PRODUÇÃO:

  • Melhor Design de Produção para Narrativa Contemporânea (Uma Hora ou Mais):

“Mare Of Easttown” (HBO)

  • Melhor Design de Produção para Narrativa de Período ou Fantasia (Uma Hora ou Mais):

“The Queen’s Gambit” (Netflix)

  • Melhor Design de Produção para Narrativa (Meia-Hora):

WandaVision” (Disney+)

  • Melhor Design de Produção para Série de Variedade, Reality ou Competição:

“Saturday Night Live” – “Host: Kristen Wiig” (NBC)

  • Melhor Design de Produção para Especial de Variedade:

“The Oscars” (ABC)

CASTING:

  • Melhor Casting para Série – Drama:

“The Crown” (Netflix)

  • Melhor Casting para Série – Comédia:

“Ted Lasso” (Apple TV+)

  • Melhor Casting para Antologia, Série Limitada ou Filme:

“The Queen’s Gambit” (Netflix)

  • Melhor Casting para Reality:

“RuPaul’s Drag Race” (VH1)

COREOGRAFIA:

  • Melhor Coreografia para Programa Roteirizado:

Debbie Allen, “Rotinas: Christmas Is The Time / Dance Studio / High School Dance/ Christmas On The Square Finale” – “Dolly Parton’s Christmas On The Square” (Netflix)

  • Melhor Coreografia para Reality ou Programa de Variedade:

Derek Hough, “Rotinas: Paso Doble – Uccen / Tap Dance – Let’s Fall In Love For The Night” – “Dancing With The Stars” (ABC)

FOTOGRAFIA:

  • Melhor Fotografia para Série de Câmera Única (Uma Hora):

Adriano Goldman, ASC, BSC, ABC, “Fairytale” – “The Crown” (Netflix)

  • Melhor Fotografia para Série de Câmera Única (Meia-Hora)

Matthew Jensen, ASC, “Chapter 15: The Believer” – “The Mandalorian” (Disney+)

  • Melhor Fotografia para Antologia, Série Limitada ou Filme:

Steven Meizler, “End Game” – “The Queen’s Gambit” (Netflix)

  • Melhor Fotografia para Série Multi-Câmera:

George Mooradian, ASC, “Crazy” – “Country Comfort” (Netflix)

  • Melhor Fotografia para Programa Não-Ficcional:

Gavin Thurston, “David Attenborough: A Life On Our Planet” (Netflix)

  • Melhor Fotografia para Reality:

Life Below Zero” (National Geographic)

COMERCIAL:

Melhor Comercial:

You Can’t Stop Us” – “Nike”

FIGURINO:

  • Melhor Figurino de Período:

End Game” – “The Queen’s Gambit” (Netflix)

  • Melhor Figurino de Fantasia ou Ficção Científica:

Filmed Before A Live Studio Audience” – “WandaVision” (Disney+)

  • Melhor Figurino Contemporâneo:

Series Finale” – “Pose” (FX Networks)

  • Melhor Figurino para Programa de Variedade, Não Ficcional ou Reality (empate triplo):

“Black is King” (Disney+)

“Sherman’s Showcase Black History Month Spectacular” (IFC)

Super 8 – The Plot Chickens! Part 2” – “The Masked Singer” (FOX)

EDIÇÃO:

  • Melhor Edição de Imagem para Série de Câmera Única – Drama:

Yan Miles, ACE, “Fairytale” – “The Crown” (Netflix)

  • Melhor Edição de Imagem para Série de Câmera Única – Comédia:

A.J. Catoline, “The Hope That Kills You” – “Ted Lasso” (Apple TV+)

  • Melhor Edição de Imagem para Série Multi-Câmera – Comédia:

Brian Schnuckel, ACE, “Jeopardé, Sobrieté And Infidelité” – “The Conners” (ABC)

  • Melhor Edição de Imagem para Antologia, Série Limitada ou Filme:

Michelle Tesoro, ACE, “Exchanges” – “The Queen’s Gambit” (Netflix)

  • Melhor Edição de Imagem para Programa de Variedade:

Sister, May I Call You Oshun?” – “A Black Lady Sketch Show” (HBO)

  • Melhor Edição de Imagem para Programa Não-Ficcional:

Davis Coombe, “The Social Dilemma” (Netflix)

  • Melhor Edição de Imagem para Reality Estruturado ou Programa de Competição:

Condragulations” – “RuPaul’s Drag Race” (VH1)

  • Melhor Edição de Imagem para Reality Não-Estruturado:

The Other Side” – “Life Below Zero” (National Geographic)

CABELO & MAQUIAGEM:

  • Melhor Hairstyling para Série Contemporânea:

Series Finale” – “Pose” (FX Networks)

  • Melhor Hairstlying para Série ou Personagem de Período:

Art Of The Swoon” – “Bridgerton” (Netflix)

  • Melhor Hairstyling para Programa Não-Ficcional, Reality ou Variedade:

Host: Maya Rudolph” – “Saturday Night Live” (NBC)

  • Melhor Maquiagem (Não-Prostética) para Série Contemporânea:

Series Finale” – “Pose” (FX Networks)

  • Melhor Maquiagem (Não-Prostética) para Série ou Personagem de Período:

Adjournment” – “The Queen’s Gambit” (Netflix)

  • Melhor Maquiagem (Não-Prostética) para Programa Não-Ficcional, Reality ou de Variedade:

“Host: Elon Musk” – “Saturday Night Live” (NBC)

  • Melhor Maquiagem Prostética:

Chapter 13: The Jedi” – “The Mandalorian” (Disney+)

MÍDIA INTERATIVA

  • Melhor Programa Interativo:

“Space Explorers: The ISS Experience” (Oculus)

  • Inovação em Programa Interativo:

“For All Mankind: Time Capsule” (Apple TV+)

ILUMINAÇÃO, CÂMERA E ARTES TÉCNICAS:

  • Melhor Desenho/Direção de Iluminação para Série de Variedade:

Host: Adele” – “Saturday Night Live” (NBC)

  • Melhor Desenho/Direção de Iluminação para Especial de Variedade:

“David Byrne’s American Utopia” (HBO)

  • Melhor Controle de Vídeo, Direção Técnica e Trabalho de Câmera para Série:

Trump & Election Results / F*ck 2020” – “Last Week Tonight With John Oliver” (HBO)

  • Melhor Controle de Vídeo, Direção Ténica e Trabalho de Câmera para Especial:

“Hamilton” (Disney+)

TÍTULOS:

  • Melhor Design de Títulos Principais:

“The Good Lord Bird” (Showtime)

  • Melhor Motion Design:

“Calls” (Apple TV+)

MÚSICA:

  • Melhor Composição Musical para Série – Score Dramático Original:

Ludwig Göransson, “Chapter 16: The Rescue” – “The Mandalorian” (Disney+)

  • Melhor Composição Musical para Antologia, Série Limitada ou Filme – Score Dramático Original:

Carlos Rafael Rivera, “End Game” – “The Queen’s Gambit” (Netflix)

  • Melhor Composição Musical para Série ou Especial Documental – Score Dramático Original:

Steven Price, “David Attenborough: A Life On Our Planet” (Netflix)

  • Melhor Direção Musical:

Bo Burnham, “Bo Burnham: Inside” (Netflix)

  • Melhor Canção e Letras Originais:

Kristen Anderson-Lopez, Robert Lopez, “Breaking The Fourth Wall / Canção: Agatha All Along” – “WandaVision” (Disney+)

  • Melhor Canção Tema Original:

Blake Neely, “The Flight Attendant” (HBO Max)

  • Melhor Supervisão Musical:

Ciara Elwis, Matt Biffa, “Ego Death” – “I May Destroy You” (HBO)

FORMATO CURTO:

  • Melhor Série de Formato Curto – Comédia, Drama ou Variedade:

“Carpool Karaoke: The Series” (Apple TV)

  • Melhor Série de Formato Curto – Não-Ficcional ou Reality:

“Uncomfortable Conversations With A Black Man” (YouTube)

  • Melhor Ator em Série de Formato Curto – Comédia ou Drama:

J.B. Smoove, “Mapleworth Murders” (Quibi)

  • Melhor Atriz em Série de Formato Curto – Comédia ou Drama:

Keke Palmer, “Keke Palmer’s Turnt Up With The Taylors” (Facebook Watch)

PERFORMANCE DE VOZ:

  • Melhor Performance Voz-Over para Personagem:

Maya Rudolph, “A Very Special 9/11 Episode” – “Big Mouth” (Netflix)

  • Melhor Narrador:

Sterling K. Brown, “The Dogs Of War” – “Lincoln: Divided We Stand” (CNN)

REALITY:

  • Melhor Apresentador para Reality ou Programa de Competição:

RuPaul, “RuPaul’s Drag Race” (VH1)

  • Melhor Reality Estruturado:

“Queer Eye” (Netflix)

  • Melhor Reality Não-Estruturado:

“RuPaul’s Drag Race Untucked” (VH1)

  • Melhor Direção para Reality:

Nick Murray, “Gettin’ Lucky” – “RuPaul’s Drag Race” (VH1)

PROGRAMAÇÃO DOCUMENTAL/NÃO-FICCIONAL:

  • Melhor Documentário ou Especial Não-Ficcional:

“Boys State” (Apple TV+)

  • Melhor Série Documental ou Não-Ficcional:

“Secrets Of The Whales” (Disney+)

  • Melhor Série ou Especial Não-Ficcional Apresentado:

“Stanley Tucci: Searching For Italy” (CNN)

  • Mérito Excepcional em Documentário:

“76 Days” (Pluto)

  • Melhor Roteiro para Programa Não-Ficcional:

Vickie Curtis, Davis Coombe, Jeff Orlowski, “The Social Dilemma” (Netflix)

  • Melhor Direção para Documentário ou Programa Não-Ficcional:

Kirsten Johnson, “Dick Johnson Is Dead” (Netflix)

EDIÇÃO DE SOM:

  • Melhor Edição de Som para Série (Uma Hora) – Comédia ou Drama:

Sundown” – “Lovecraft Country” (HBO)

  • Melhor Edição de Som para Série (Meia-Hora) – Comédia, Drama ou Animação:

Snow In The Desert” – “Love, Death + Robots” (Netflix)

  • Melhor Edição de Som para Antologia, Série Limitada ou Filme:

End Game” – “The Queen’s Gambit” (Netflix)

  • Melhor Edição de Som Para Programa Não-Ficcional ou Reality (Multi ou Única Câmera):

“The Bee Gees: How Can You Mend A Broken Heart” (HBO)

MIXAGEM DE SOM:

  • Melhor Mixagem de Som para Série (Uma Hora) – Comédia ou Drama:

Chapter 13: The Jedi” – “The Mandalorian” (Disney+)

  • Melhor Mixagem de Som para Antologia, Série Limitada ou Filme:

End Game” – “The Queen’s Gambit” (Netflix)

  • Melhor Mixagem de Som para Série (Meia-Hora) – Comédia, Drama ou Animação:

The Hope That Kills You” – “Ted Lasso” (Apple TV+)

  • Melhor Mixagem de Som para Especial ou Série de Variedade:

“David Byrne’s American Utopia” (HBO)

  • Melhor Mixagem de Som para Programa Não-Ficcional ou Reality (Multi ou Única Câmera):

“David Attenborough: A Life On Our Planet” (Netflix)

EFEITOS VISUAIS:

  • Melhores Efeitos Visuais Especiais em Série ou Filme:

“The Mandalorian” (Disney+)

  • Melhores Efeitos Visuais Especiais em um Episódio:

Su’kal” – “Star Trek: Discovery” (Paramount+)

DUBLÊS:

  • Melhor Coordenação de Dublês:

Ryan Watson, “The Mandalorian” (Disney+)

  • Melhor Performance de Dublês:

Lateef Crowder, “Chapter 16: The Rescue” – “The Mandalorian” (Disney+)

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.