Os filmes da mostra Outros Olhares trazem à tona uma variedade de estilos e abordagens sobre questões urgentes. Com oito longas-metragens e onze curtas, a programação evidencia várias propostas e linguagens feitas em torno de uma série de extremidades que refletem a contemporaneidade.

Entre os longas, os brasileiros, “A Matéria Noturna”, de Bernard Lessa, que conta a história de um encontro de amor na hostil Vitória, “Deus Tem AIDS”, de Gustavo Vinagre, que traz sete artistas e um médico ativista, todos portadores do HIV, e novas imagens e perspectivas sobre o enfrentamento da sorofobia no Brasil, “Nunca Mais Serei a Mesma”, de Alice Lanari, que aborda a violência contra a mulher em países da América Latina.

O colombiano “A Calmaria Depois da Tempestade” traz Mercedes Gaviria, uma jovem que estudou no exterior e, na sua volta à Colômbia, começa a fazer um diário para tentar compreender o lugar da mulher no mundo no cinema, ainda fortemente arraigado a uma mentalidade patriarcal;  em “Apenas o Sol”, a cineasta paraguaia Arami Ullón segue Mateo Sobode Chiqueno, suas histórias gravadas, canções e testemunhos do seu povo Ayoreo em um velho gravador; “As Preces de Delphine”, de Rosine Mbakam, faz um retrato de uma jovem camaronesa que, como tantas outras de sua geração, é esmagada por padrões de dominação que aprisionam as mulheres africanas; “Garotas | Museu”, de Shelly Silver, é uma viagem pela coleção de arte histórica do MdbK / Museude Belas Artes de Leipzig, na Alemanha, guiada pela experiência e percepções de um grupo de meninas de 7 a 19 anos. Por fim, “Rumo ao Norte”, traz o cineasta norte-americano Angelo Madsen Minax, documentando o retorno à sua cidade natal após a misteriosa morte de sua sobrinha de dois anos e a prisão de seu cunhado como culpado.

Confira todos os títulos da mostra Outros Olhares:

 

  • OUTROS OLHARES | LONGA

A CALMARIA DEPOIS DA TEMPESTADE / COMO EL CIELO DESPUÉS DE LLOVER

Mercedes Gaviria | Colômbia, 2020, 75’

A MATÉRIA NOTURNA / A MATÉRIA NOTURNA

Bernard Lessa | Brasil, 2021, 89’

APENAS O SOL/ APENAS EL SOL

Arami Ullon | Paraguai, Suíça, 2020, 74’

AS PRECES DE DELPHINE / LES PRIÈRES DE DELPHINE

Rosine Mbakam | Bélgica, Camarões, 2021, 91’

DEUS TEM AIDS / DEUS TEM AIDS

Fábio Leal, Gustavo Vinagre | Brasil, 2021, 82’

GAROTAS | MUSEU / GIRLS | MUSEUM

Shelly Silver | Alemanha, 2020, 71’

NUNCA MAIS SEREI A MESMA / NUNCA MAIS SEREI A MESMA

Alice Lanari | Argentina, Brasil, Honduras, México, 2021, 90’

RUMO AO NORTE / NORTH BY CURRENT

Angelo Madsen Minax | Estados Unidos da América, 2021, 86’

  • OUTROS OLHARES | CURTA

A COMUNHÃO DA MINHA PRIMA ANDREA/ A COMUÑÓN DA MIÑA PRIMA ANDREA

Brandán Cerviño Abeledo | Espanha, 2021, 13’

A CULPA NÃO É NOSSA / A CULPA NÃO É NOSSA

Humberto Schumacher | Brasil, 2021, 11’

CARTA DO SEU PAÍS DISTANTE / LETTER FROM YOUR FAR-OFF COUNTRY

Suneil Sanzgiri | Estados Unidos da América, 2020, 17’

EU ESPERO O DIA DA NOSSA INDEPENDÊNCIA / EU ESPERO O DIA DA NOSSA INDEPENDÊNCIA

Bruna Carvalho Almeida, Bruna Laboissière | Argélia, Brasil, 2021, 21’

HÁ UM FANTASMA DE MIM / ER IS EEN GEEST VAN MIJ / HAY UN FANTASMA MÍO

Mateo Vega | Holanda, Peru, 2021, 6’

LEVADOS/ GARE AUX COQUINS

Jean Costa | França, 2021, 20’

LILI, SÓ / DUO LI

Zou Jing | China, Hong Kong, 2021, 22’

NHA MILA / NHA MILA

Denise Fernandes | Portugal, Suíça, 2020,  19’

O QUE NÃO SE VÊ / O QUE NÃO SE VÊ

Paulo Abreu | Portugal, 2020, 23’

PERTO DE VOCÊ / PERTO DE VOCÊ

Cássio Kelm | Brasil, 2021, 32’

TAMGÙ / TAMGÙ

Isabel Loyer, Luis Paris | Argentina, França, 2021, 4’

SERVIÇO
10º Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba
De 6 a 14 de outubro de 2021
No site do Olhar de Cinema

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.