Foram anunciados na noite deste Sábado, 25 de Agosto, em cerimônia de premiação, os vencedores do 46º Festival de Gramado.

Ferrugem” foi eleito pelos jurados como o Melhor Filme de longa-metragem brasileiro dessa edição. A produção paranaense levou ainda os Kikitos de Melhor Roteiro e Melhor Desenho de Som.

A Cidade Dos Piratas”, de Otto Guerra, recebeu menção honrosa “por colocar questões atuais no formato de humor não domesticado”.

Entre os longas estrangeiros, o filme paraguaio “Las Herederas” saiu consagrado, com quatro dos seis Kikitos em disputa: além de Melhor Filme, ganhou Melhor Direção e Melhor Roteiro.

O Kikito de Melhor Atriz ficou com o trio de protagonistas da película, que aborda o amor entre mulheres na terceira idade: Ana Brum, Margarita Irun e Ana Ivanova.

Já o prêmio Especial do Júri foi para “Averno”, “pela sua ousadia em contar uma história que se inspira na mitologia própria da Bolívia, mas distanciada dos modelos cinematográficos tradicionais”.

Confira a lista completa abaixo.

Vencedores do 46º Festival de Gramado

Longas brasileiros:

  • Melhor Filme:

“Ferrugem”, de Aly Muritiba

  • Melhor Direção:

André Ristum, por “A Voz Do Silêncio

  • Melhor Atriz:

Karine Telles, por “Benzinho

  • Melhor Ator:

Osmar Prado, por “10 Segundos Para Vencer”

  • Melhor Atriz Coadjuvante:

Adriana Esteves, por “Benzinho

  • Melhor Ator Coadjuvante:

Ricardo Gelli, por “10 Segundos Para Vencer”

  • Melhor Fotografia:

Pablo Baião, por “Simonal”

  • Melhor Montagem:

Gustavo Giani, por “A Voz Do Silêncio”

  • Melhor Roteiro:

Jessica Candal e Aly Muritiba, por “Ferrugem”

  • Melhor Direção de Arte:

Yurika Yamazaki, por “Simonal”

  • Melhor Desenho de Som:

Alexandre Rogoski, por “Ferrugem”

  • Melhor Trilha Musical:

Max De Castro e Wilson Simoninha, por “Simonal”

  • Menção Honrosa:

“A Cidade Dos Piratas”, de Otto Guerra

  • Melhor filme do Júri Popular:

Benzinho“, de Gustavo Pizzi

  • Melhor filme do Júri da Crítica:

Benzinho“, de Gustavo Pizzi

Longas estrangeiros

  • Melhor Filme:

“Las Herederas”, de Marcelo Martinessi

  • Melhor Direção:

Marcelo Martinessi, por “Las Herederas”

  • Melhor Atriz:

Ana Brum, Margarita Irun e Ana Ivanova, por “Las Herederas”

  • Melhor Ator:

Nestor Guzzini, por “Mi Mundial”

  • Melhor Fotografia:

Nelson Waisntein, por “Averno”

  • Melhor Roteiro:

Marcelo Martinessi, por “Las Herederas”

  • Prêmio Especial do Júri:

“Averno”, de Marcos Loayza

  • Melhor Filme do Júri Popular:

“Las Herederas”, de Marcelo Martinessi

  • Melhor Filme do Júri da Crítica:

“Las Herederas”, de Marcelo Martinessi

Curta-metragem brasileiro

  • Melhor Filme:

“Guaxuma”, de Nara Normande

  • Melhor Direção:

Fábio Rodrigo, por “Kairo”

  • Melhor Atriz:

Maria Tugira Cardoso, por “Catadora de Gente”

  • Melhor Ator:

Manoel do Norte, por “A Retirada Para Um Coração Bruto”

  • Melhor Roteiro:

Marco Antônio Pereira, por “A Retirada Para Um Coração Bruto”

  • Melhor Fotografia:

Beto Martins, por “Nova Iorque”

  • Melhor Montagem:

Thiago Kistenmacker, por “Aquarela”

  • Melhor Direção de Arte:

Pedro Franz e Rafael Coutinho, por “Torre”

  • Melhor Desenho de Som:

Fábio Carneiro Leão, por “Aquarela”

  • Melhor Trilha Musical:

Manoel do Norte, por “A Retirada Para Um Coração Bruto”

  • Prêmio Especial do Júri:

“Estamos todos aqui”, de Chico Santos e Rafael Mellim

  • Prêmio Canal Brasil de Curtas:

“Nova Iorque”, de Leo Tabosa

  • Melhor Filme do Júri Popular:

“Torre”, de Nádia Mangolini

  • Melhor Filme do Júri da Crítica:

“Torre”, de Nádia Mangolini

1 Comment

  1. Pingback: Crítica | As Herdeiras (Las Herederas, 2018) - Cine Eterno

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.