Continuando o nosso especial com as previsões do Oscar 2016, chegou a vez da categoria de Melhor Atriz. Sem dúvida, é um dos anos mais concorridos, reunindo novos talentos, atrizes consagradas e veteranas.

Segue nossa seleção de apostas:

.

07. Carey Mulligan, As Sufragistas 

Carey-Mulligan-Sufragistas

Desde a sua primeira indicação ao Oscar, com o longa-metragem “Educação”, em 2009, Carey Mulligan vem colecionando atuações em grandes filmes, como “Shame”, “Drive” e “Inside Llewyn Davis”. Esse ano, ela surge em um drama que parece ter todos os ingredientes para agradar a Academia, retratando uma tema bastante atual – o feminismo. Apesar do longa não ser um verdadeiro sucesso de críticas, a atriz possuí uma das melhores campanhas do ano e é a grande aposta da Focus Features. Na produção, ela interpreta Maud Watts, que trabalha com seu marido em uma lavanderia e um dia reconhece uma companheira de trabalho entre os manifestantes de um grande protesto, se motivando a reivindicar sua dignidade.

.

06. Lily Tomlin, Grandma

lily

Lily Tomlin é um dos grandes nomes do cinema americano e uma fiel companheira do meu amor Robert Altman, tendo trabalhado com o diretor em “Short Cuts”, “Nashville”, “A Última Noite” e “O Jogador”. A atriz merece uma indicação só pela sua importância na área, mas o buzz inicial em cima do seu trabalhando em “Grandma”, parece ter esfriado um pouco. Nessa comédia, ela interpreta uma antissocial que depois de anos isolada por perder sua parceira, precisa partir em uma viagem para ajudar sua neta.

.

05. Cate Blanchett, Carol

carol

Vale lembrar, que as duas atrizes de “Carol” podem se enfrentar nessa categoria, afinal Rooney Mara foi negada como Melhor Atriz Coadjuvante no Globo de Ouro e isso pode se repetir no Oscar. As apostas ainda continuam fortes na duas vezes vencedora do prêmio, Cate Blanchett, sendo a mais recente dois anos atrás, com “Blue Jasmine”. Se não fosse essa vitória, a atriz provavelmente estaria melhor posicionada e cotada esse ano, já que junto com Mara, comparece em todos os eventos, posando para revistas e investindo forte no sucesso da produção. Ambientado em 1950, ela interpreta uma mulher casada envolvida amorosamente com uma jovem balconista.

.

04. Saoirse Ronan, Brooklyn

brooklyn

Saoirse Ronan começou sua carreira ainda na infância e recebeu sua primeira indicação aos 13 anos, por sua interpretação no drama “Desejo & Reparação”. Um pouco depois, ela bateu na trave com sua performance em “Um Olhar do Paraíso”, mas isso parece pouco provável de se repetir. “Brooklyn” é um dos filmes mais queridos desse ano, e a campanha da atriz continua bastante eficiente. É um romance sobre uma jovem irlandesa que vai morar no Brooklyn, em Nova York, e se vê dividida entre dois países e dois amores.

.

03. Charlotte Rampling, 45 Anos

charlotteeeeeeee

É um ano bastante complicado para atrizes veteranas, mas a inglesa Charlotte Rampling parece ter a liderança sobre todas as apostas. Uma verdadeira dama, começou sua carreira em 1965 e desde então coleciona atuação em obras consagradas. Por sua performance em “45 Anos”, ela venceu o prêmio de Melhor Atriz no Festival de Cinema de Berlim, onde começou sua projeção para o Oscar. A produção fala sobre a estrutura emocional abalada de um casal, pouco antes da sua comemoração de 45 anos de casados.

.

02. Jennifer Lawrence, Joy

jennn

Faz poucos dias que saíram as primeiras críticas de “Joy”, nova parceria da atriz com o diretor David O’Russel, responsável pelo seu Oscar de Melhor Atriz em “O Lado Bom da Vida”. Mesmo antes das primeiras análises, sua indicação já era mais que certa, e a atriz mais bem paga da atualidade parece chegar como uma ameaça para nossa primeira colocada. Seria bastante precoce duas vitórias aos 25 anos, mas não se deve subestimar o poder de uma das atrizes mais queridas do público e crítica em anos. Outra obra que aborda o feminismo, “Joy” é inspirado em diversas mulheres fortes que marcaram a vida do diretor.

.

01. Brie Larson, O Quarto de Jack

 roommmm

Brie Larson, não tem a mesma popularidade de suas concorrentes e nunca recebeu uma indicação ao prêmio anteriormente, mas isso não parece atrapalhar a jovem atriz. Bastante lembrada por sua atuação em “Temporário 12”, Larson surge com a melhor campanha da temporada e continua intacta como maior aposta para vitória da categoria. “O Quarto de Jack” coleciona elogios, ao contar a história sobre o amor sem limites de uma mãe. Seu filho Jack, de apenas cinco anos de idade, não sabe nada sobre o mundo, exceto o quarto em que ele nasceu e cresceu.

.

.

 

About the author

21 anos. Apaixonado pelas múltiplas histórias de Robert Altman, as cores de Almodóvar, a melancolia de Bergman e todo o perfeccionismo de Kubrick.

Related Posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.