Direção:  Lars Von Trier
Roteiro:  Lars Von Trier
Elenco: Charlotte Gainsbourg, Stellan  Skarsgard, Shia Labeouf, Uma Thurman.
Estreia Mundial: 25 de dezembro de 2013
Estreia no Brasil:  10 de janeiro de 2014
Gênero:  Drama
Duração: 120 minutos

Ninfomaníaca, novo projeto do norueguês Lars Von Trier, gerou enormes murmurinhos ao longo de sua produção, devido as polêmicas cenas de sexo explícito,que chegaram até fazer a atriz Nicole Kidman desistir do papel, e ao vasto material que estava sendo feito. A fim de cortar o menos possível, o diretor decidiu dividir em duas distintas partes, gerando mais expectativa junto a um violento marketing que sugeria que o filme seria um dos mais ousados e inteligentes dos últimos anos. Infelizmente, o longa é mais um caso onde a expectativa é o primeiro passo para a decepção. O que nos é oferecido é muito abaixo do esperado, sendo um filme que não se sustenta em si e, tornando-se repetitivo e até, em determinados momentos, entediante.

Logo de início conhecemos Joe (Charlotte Gainsbourg), uma mulher que foi agredida e é encontrada desacordada pelo solteirão Seligman (Stellan Skarsgård), que a alimenta e acolhe. Ela então começa a contar suas histórias ao seu salvador, dividindo em capítulos e fazendo alusões com elementos do ambiente onde se encontra. Então voltamos desde sua juventude e vamos acompanhando seu amadurecimento, descobrimento e interações com o mundo, sendo um vai-e-vem entre o passado e o presente.

O artifício do roteiro de uma narrativa não linear com o objetivo de construir aos poucos a protagonista pouco flui, apenas um ou outro capítulo consegue minimamente envolver o expectador. As histórias são um tanto que inverossímeis, a protagonista e os demais personagens são apáticos, até as associações feitas por Joe são de gosto duvidoso. O principal problema na argumentação é engrandecer coisas banais, além de equívocos a fim de tornar a protagonista mais próxima ao público, mostrando caminhos para a “salvação” da mesma.

O elenco é inexpressivo e apático, com destaque negativo para a estreante Stacy Martin, que vive a Joe adolescente, não dando nenhuma personalidade e tendo a menor simpatia do público. Charlotte Gainsbourg num papel totalmente ingrato onde pouco faz, mesma coisa de seu parceiro de cena Stellan Skarsgard que além de ter um personagem muito conveniente para a trama, só tem espaço para fazer um ou outro comentário um tanto que desnecessário. De positivo, vale falar de Uma Thurman, que tem os melhores 5 minutos do filme todo e sintetiza a essência de uma típica protagonista de Lars Von Trier, o que faz pensar que um filme apenas com seu arco teria tudo para ser mais instigante.

A sensação maior que passa é que o diretor, após ter passado vexame e ser expulso do Festival de Cannes em 2011, devido ao seu gigantesco ego junto a piadas infames, queria confrontar aqueles que o repudiaram: o puritanismo, politicamente correto da sociedade. É clara a vontade dele de chocar a todos, sobretudo os setores pra lá de conservadores. Apesar das interessantes intenções, o diretor pouco oferece de chocante ou perturbador, além de algumas cenas explícitas de sexo, porém nada fora do comum.

É interessante citar que em 1967, o diretor espanhol Luis Buñuel conseguiu chocar e intrigar o público e a crítica com sua “A Bela da Tarde”, onde narra a vida de uma jovem (Catherine Deneuve) que decide se prostituir devido ao tédio de sua fútil sociedade burguesa. Com muito pouco, o diretor espanhol conseguiu chocar e transformar um filme que tinha tudo para ser banal em um retrato de uma sociedade falha. Já Lars Von Trier, tenta gerar um efeito similar com sua Ninfomaníaca, porém pouco apresenta e propõe, carecendo assim de algum argumento realmente provocativo e confrontativo.

Após o término da parte 1 (num momento climax), Ninfomaníaca acaba não fugindo da frustração ainda mais após tanto alarde e campanhas publicitárias que prometiam algo realmente impactante, mas que não aconteceram. O resultado final é de tremenda decepção num dos filmes mais estéreis do polêmico diretor,  que até pode vir a surpreender na parte 2, porém agora com poucas expectativas.

~TRAILER LEGENDADO~

http://www.youtube.com/watch?v=VHfB3sXSJDI

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.