Título Original: 22 Jump Street
Direção: Phil Lord, Christopher Miller
Roteiro: Michael Bacall, Oren Uziel e Rodney Rothman
Elenco: Jonah Hill, Channing Tatum, Peter Stormare, Ice Cube, Amber Stevens, Wyatt Russell
Produção: Jonah Hill, Neal H. Moritz e Channing Tatum
Estreia Mundial: 13 de Junho de 2014
Estreia no Brasil: 4 de Setembro de 2014
Gênero: Ação/Comédia
Duração: 112 minutos
Classificação Indicativa: 14 Anos

22-Jump-Street-5

Sim, Hollywood gosta de apostar no certo, naquilo que já foi sucesso uma vez e, por conseguinte, trará mais retornos financeiros. Esse pensamento foi responsável por nada menos do que 11 Sextas-feira 13, 8 Harry Potter`s, 3 Homens de Ferro, 23 James Bond. Enfim, a lista de franquias é interminável. Entres erros e acertos, as continuações sempre estiveram presente tanto nas grandes antologias, quanto naquelas que preferimos que não tivessem saído da primeira produção. Anjos da Lei 2, segue esse mesmo caminho, contudo, desde seu início já joga com todos os clichês e artifícios que, não só o gênero “impõe”, mas também com o próprio fato de seguir uma história anterior já conhecida.

Se no filme antecessor Schmidt (Hill) e Jenko (Tatum) iriam pela segunda vez para o High School, agora eles tem de se infiltrar em uma faculdade para investigar um esquema de distribuição da drogas. No entanto, os dois protagonistas, novamente, acabam em núcleos diferentes dentro da instituição. Jenko acaba no time de futebol americano, ao passo que Schimidt encontra um interesse amoroso na escola de artes. Mais uma vez, a produção investe na construção do humor a partir do absurdo que é colocar dois policiais de 30 anos com objetivo de se passarem por calouros de 20 anos.

still-22-jump-street03

A aparência dos personagens, porém, é o que menos importa, uma vez que suas atitudes de fato refletem a idade mental dos personagens que não ultrapassa a idade a qual eles estão representando. Isso já fica claro na cena de abertura da projeção. Toda essa estratégia do roteiro convenceu no primeiro filme, então, não era de se esperar muitas novidades para esse segundo a não ser repetir as fórmulas exitosas. Anjos da Lei 2, não faz só isso, como também tenta ironizar as sequências do cinema.

O resultado disso não é tão satisfatório quanto o de Wes Craven. Na Quadrilogia Pânico, por exemplo, ele conseguiu revitalizar todo o gênero terror de uma forma brilhante, não só ironizando com a própria categoria, como também usando isso de forma critica e de mote para toda a sua narrativa. Aqui, os realizadores tentam usar os estereótipos das continuações para desenvolver a produção, todavia o que aparenta é que eles estão mais preocupados em fazer rir do que realmente brincar e homenagear, fazendo tudo pela forma, apenas. Isso fica refletido nas cenas de ação que quase sempre perdem o sentido, tornando-se desnecessárias e anti-climáticas.

Conforme assistimos no excelente Aventura LEGO, a dupla de diretores Phil Lord e Christopher Miller entende muito bem quando o assunto é juntar referências. Em Anjos da Lei 2, eles tentam repetir essa fórmula a qual já deu certo em seus últimos dois filmes, entretanto, não funciona como o esperado. As piadas ficam deslocadas, as ações dos personagens não agradam e o que era pra ser engraçado, acaba gerando vergonha alheia. O principal motivo disso, vem do fato de não ser mais novidade, afinal, já vimos essa fórmula funcionar no filme anterior, na sequência, chega um certo momento em que tudo já começa aficar previsível, já sabemos que tal personagem vai fazer isso ou aquilo. Para o humor, isso é horrível e, como o filme não se leva a sério nas cenas de ação, as partes de conflitos dos agentes da polícia acabam por perder seu efeito, esse fracasso fica evidente quando a relação amorosa do personagem de Jonah Hill termina sendo a parte mais interessante e divertida do longa.

image-22-jump-street-04

O que salva mesmo a produção é a química dos personagens Jenko e Schmidt. É divertido acompanhá-los, ainda nas sequências mais enfadonhas do longa, a interação dos dois deixa a experiência “menos pior”. Infelizmente, Anjos da Lei 2 acaba provando do próprio veneno. Tanto tenta brincar e ironizar a sequências de modo geral, mas acaba seguindo o mesmo caminho de fracasso da maioria delas.

About the author

Editor-Chefe do Cine Eterno. Estudante apaixonado pelo universo da sétima arte. Encontra no cinema uma forma de troca de experiências, tanto pelas obras que são apresentadas, quanto pelas discussões que cada uma traz. Como diria Martin Scorsese "Cinema é a importância do que está dentro do quadro e o que está fora".

Related Posts

1 Comment

  1. Pingback: PéPequeno, Aventura de Animação da Warner, Ganha Novo Trailer

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.